Manutenção Preventiva de Carro: o Guia definitivo

A manutenção preventiva de carro tem como principal objetivo garantir a sua segurança, a de sua família e a de terceiros.

Isso  envolve vários aspectos, desde qual óleo usar no motor até o momento certo de trocar a bateria.

Muitas vezes, os motoristas só resolvem fazer uma revisão no carro quando um problema aparece, mas o mais importante é se antecipar aos problemas, pois isso evitará muito transtorno.

Que tal falarmos um pouco mais sobre isto?

Manutenção Preventiva de Carro: o Guia definitivo

O que é Manutenção Preventiva de Veículos?

A manutenção preventiva tem várias funções porém a maioria dos motoristas não se atentam a este quesito, ela pode ser a coisa mais importante que o dono do veículo pode fazer , os benefícios de se fazer uma boa manutenção preventiva são:

  • Evita ser enganado em oficinas mecânicas dê picaretas
  • Faz com que você aos poucos entenda melhor o funcionamento do carro
  • Entenda quais os defeitos crônicos do seu veículo que vieram de fábrica
  • Consegue Economizar muito dinheiro nas trocas de peças
  • Passa Segurança tanto financeira quanto ao dirigir com seu veículo

 

Mas vamos explicar como você consegue cada uma dessas coisas ao longo do texto, preparado(a)?

Como obter todos os benefícios da manutenção preventiva automotiva?

Vamos utilizar sempre exemplos práticos para que você entenda como a sua manutenção preventiva é importante e assim o entendimento será completo.

  • Evita ser enganado em oficinas mecânicas dê picaretas

 

Contando um caso à parte tenho um Renault Fluence e este carro tem problema crônico nos coxim ou seja eles sempre estouram e a suspensão começa apresentar barulhos e dê certa forma fica mais seca também

Ao fazer toda minha manutenção preventiva trocar amortecedores, itens de suspensão e ela voltar a fazer barulho não adianta quando eu levar em uma oficina o mecânico vir com papo de que tem que trocar amortecedor, balança, pivo, bieletas etc etc pois eu como um bom condutor já sei todos os problema se soluções para o meu veículo evitando ser enrolado nessa hora .

  • Faz com que você aos poucos entenda melhor o funcionamento do carro

 

Como citado acima, quando você faz a manutenção preventiva aproveite para colar com seu mecânico para entender o que uma peça influencia no geral funcionamento do veículo e como ela influencia nas outras peças e funcionamento geral do carro.

  • Entenda quais os defeitos crônicos do seu veículo que vieram de fábrica

 

Voltamos ao exemplo dos coxim do Fluence, qual problema crônico seu carro tem?

Consumo alto? Barulhos internos? problemas elétricos?

Certifique-se de entrar em grupos destinados a seu carro para entender um pouco melhor.

  • Consegue Economizar muito dinheiro nas trocas de peças

 

Além de evitar ser enrolado o que por si só já evita gastar grana desnecessária você pode identificar problemas quando eles estão começando a aparecer exemplo: pneus comendo apenas pelo lado de dentro, ou algo assim,

significa que você pode ter algo desalinhado no seu carro e pode corrigir a tempo.

  • Passa Segurança tanto financeira quanto ao dirigir com seu veículo

 

Não sei vocês mas às vezes aparece oportunidade de viajar ou fazer um passeio do nada e é uma situação muito ruim quando você não confia no seu carro, seja por falta de manutenção preventiva ou seja pq tem itens de segurança faltando como lâmpadas queimadas pneus carecas etc e você teme fazer o passeio por conta tanto dê acidentes quanto dê blitz.

 

Onde Fazer a Manutenção Preventiva do seu Veículo

Existe um mito onde para fazer manutenções preventivas no seu carro é preciso apenas utilizar a concessionária , mas isto não é uma regra.

No geral, a maioria das pessoas utilizam concessionária pois costuma ser mais seguro, achar uma oficina de confiança pode demorar anos .

Caso você tenha uma oficina de qualidade e confiança certifique-se de pedir ou elaborar um checklist de revisão veicular, assim você consegue trabalhar toda a manutenção do seu carro de forma ordenada com um plano de manutenção preventiva de veículos.

 

Manutenção preventiva de carros evita a manutenção corretiva

Uma coisa que deve ficar clara é que um dos maiores trunfos da manutenção preventiva é justamente evitar a manutenção corretiva pois certas manutenções corretivas podem ficar tão caro que inviabiliza que sejam feitas e no geral podem ser evitadas na manutenção preventiva.

Um exemplo clássico é verificar o nível de água do motor, se não seguido este procedimento com frequência e o seu carro rodar sem água ele irá superaquecer , e daí você vai começar ouvir coisas como “ precisa fazer o seu cabeçote” bom uma vez que isto acontecer seu carro nunca mais será o mesmo fora que você pode desembolsar uma bagatela de uns R$ 4.000,00 no mínimo.

 

Calendário de manutenção preventiva de carros

Aqui vamos falar alguns itens que você pode ter uma média para trocar determinados componentes ou ir verificar como está o componente, porém esta lista não dispensa que você verifique o manual do proprietário do seu veículo ok?

Itens de troca obrigatória

  1. Alinhamento dos pneus  = 10 a 20 mil km
  2. Correia do alternador = junto com a troca da correia dentada
  3. Correia do compressor do ar condicionado = junto com a troca da correia dentada
  4. Correia dentada = 40 a 100 mil km, checar no manual do seu carro
  5. Correia Poly-v ( Bomba d’agua) = junto com a troca da correia dentada
  6. Filtro de ar = Junto com a troca de óleo
  7. Filtro de cabine ( anti pólen ) = Uma vez ao Ano
  8. Filtro de combustível = 20 mil km
  9. Filtro de óleo = Sempre que trocar o óleo
  10. Fluido das transmissões = 60 a 100 mil km ou 2 a 4 anos
  11. Fluido de freio (óleo do freio) = Seis meses a um ano
  12. Limpeza do ar condicionado = Uma vez ao ano
  13. Limpeza do sistema de arrefecimento = Quando trocar o líquido de arrefecimento
  14. Líquido de arrefecimento = A cada dois anos
  15. Óleo lubrificante = A cada 5 mil a 15 mil km*
  16. Velas = Podem variar de 15 mil a 100 mil km

 

Lembrando que acima citamos uma média para que você possa se basear porém levando em consideração que você tem um uso moderado do veículo , não é dispensável consultar o manual do proprietário para saber o que a sua montadora recomenda.

itens de inspeção obrigatória

  1. Água do limpador de parabrisa = Nível
  2. Buzina = Cheque funcionamento se passar por alagamentos
  3. Cintos de segurança = Desgaste visível ou histórico de colisão
  4. Embreagem = Kit de embreagem (carros manuais ou automatizados)
  5. Estepe = Cheque a calibragem a cada 2 meses
  6. Fluido da direção hidráulica = Nível
  7. Fluido de freio (óleo de freio) = Medir o nível de contaminação
  8. Limpadores de parabrisa = Condição das palhetas
  9. Luzes = Faróis, lanternas, da cabine, e luzes de alerta no painel
  10. Pneus = Desgaste dos sulcos e calibragem
  11. Sistema de carga = Alternador e bateria
  12. Sistema de freios = Pastilhas e discos, ou lona e tambor
  13. Sistema de suspensão = Amortecedor, bandeja, pivô, articulações, mola

 

Lembrando que acima citamos uma média para que você possa se basear porém levando em consideração que você tem um uso moderado do veículo , não é dispensável consultar o manual do proprietário para saber o que a sua montadora recomenda.

 

Fatores que podem alterar os períodos de troca

Vale lembrar que tudo que falamos aqui é para motoristas que utilizam carro de forma moderada, caso você seja por exemplo um motorista profissional como táxi por exemplo que utilizam o carro as vezes 10 horas por dia, aí é preciso fazer essas manutenções com muito menos tempo.

Imagina no calor do Rio de Janeiro o carro sendo utilizado por 10 horas seguidas, como deve ficar o desgaste?

Por este motivo veja qual seu tipo de utilização para que você entenda como fará a manutenção do seu veículo, nos manuais do carro existe manutenção para uso normal e manutenção para uso SEVERO, no caso de motoristas profissionais você deve optar pela manutenção de uso severo.

Carros com mais de 100 mil km: qual óleo usar

Antes de mais nada, saiba que o motor é projetado para receber um determinado tipo de óleo, ou seja, mais grosso ou mais viscoso.

E assim como todos os itens do veículo, vale sempre verificar o manual do proprietário, pois contém o tipo de óleo usar e quando trocar.

Uma  dúvida frequente é que quando um carro ultrapassar os 100 mil km, o óleo deve ser mais grosso, e essa é uma ideia errada.

Isso porque carros com mais de 100 mil km apresentam folgas no motor e se colocar um óleo mais grosso, pode causar vários problemas no motor. Ou seja, a viscosidade do óleo não  pode ser trocada simplesmente porque o carro é mais rodado.

Novamente, o fabricante recomenda a troca de óleo por quilometragem rodada e por tempo, o que ocorrer primeiro.

Então, na hora de trocar o óleo, siga todas as recomendações do fabricante,  e sempre levando em consideração como o carro é usado.

Algumas pessoas acham que um carro que não  roda muito, não é necessário trocar o óleo. Outra ideia errada!

Basta seguir o que o fabricante recomenda que não vai ter erro, mas antes de tudo, tenha em mente que a troca de óleo é indispensável, seja com 20 mil ou 100 mil quilômetros.

Se quiser se aprofundar mais neste assunto temos um post completo somente sobre este assunto

confira aqui -> Carros com mais de 100 mil km: Qual Óleo Usar?

Quanto tempo dura uma correia dentada

A correia dentada tem como função fazer com que válvulas e pistões trabalhem em conjunto, e dessa forma, fazer com que o carro se desloque.

Só que ela não  mostra sinais quando está prestes a romper, e geralmente acontece de uma hora para outra.

Entretanto, é importante ficar atento a alguns sinais, como um barulho alto vindo da frente do carro ou um superaquecimento do motor.

Quanto ao tempo de duração de uma correia dentada, a maioria dos fabricantes afirmam que pode durar até 5 anos ou 50 mil km.

Os  especialistas recomendam que a cada 15 mil km, seja feita uma revisão e avaliada a necessidade de troca ou não.

Existem casos que talvez precise trocar antes, por conta do uso do carro ou se houver contato com pó abrasivo ou muita poeira.

Leia nosso artigo completo -> Quanto Tempo Dura uma Correia Dentada?

Vale lembrar que no momento de troca da correia dentada, é importante trocar também o esticador, pois é o que mantém a correia esticada.

Quantos  km dura um pneu?

Não sei se você sabe, mas um pneu novo vai durar muito mais do que um pneu recauchutado, assim como pneus de carros que rodam nas cidades duram mais do que pneus de carros pesados e esportivos.

No entanto, alguns fatores influenciam na vida útil do pneu, tais como:

  •         A maneira que o motorista dirige;
  •         Se aceleram e freiam bruscamente;
  •         Clima e condições das ruas;
  •         Calibragem;
  •         Tipo de pneu.

Geralmente, o pneu deve rodar entre 40 e 100 mil quilômetros. Porém, claro, vai depender dos fatores listados acima.

Veja nosso artigo completo ->  Quantos Km Dura um Pneu?

Embora não  exista um prazo de validade, é importante estar atento a rachaduras ou ressecamento da borracha, pois isso é um sinal de desgaste do pneu.

 

Quanto tempo dura bateria de carro

Em primeiro lugar, saiba que a bateria é uma das peças essenciais de um carro, pois é através dela que o carro liga e funciona, além de garantir o armazenamento de energia elétrica.

Assim, não apenas vai girar o motor, mas também acionar todos os componentes eletrônicos e elétricos do automóvel.

Assim como a vida útil dos pneus, alguns cuidados devem ser tomados: não deixar faróis e luzes acesas e nem deixar o carro parado por muito tempo, assim como limpar os terminais e optar sempre por uma bateria de boa qualidade.

Em relação ao tempo de duração da bateria, isso vai variar conforme sua utilização, além dos dispositivos elétricos que são usados.

Mas  geralmente, os fabricantes fornecem uma garantia de 1 a 3 anos, e no momento de comprar, verifique sempre a data de fabricação.

Isso porque as baterias fabricadas há mais de 4 meses, não devem ser instaladas.

Enfim, no momento de realizar a manutenção preventiva do carro, todos esses itens são verificados, e se for necessário, trocá-los.

Vale lembrar que é essencial revisar os itens do veículo de forma periódica e não apenas quando o carro apresentar algum problema.

Veja nosso artigo completo -> Quanto Tempo Dura Bateria de Carro?

E no manual do proprietário, é possível encontrar todas as especificações de acordo com o modelo do carro.

Similar Posts